Retirada de fraldas

Atenção ao processo de retirada de fraldas

Para que a criança ultrapasse a fase da retirada de fraldas tão importante em seu desenvolvimento e bastante esperada pelos pais, procuramos estabelecer alguns critérios para que este processo seja o mais natural e saudável possível.

Não existe uma idade cronológica certa para deixar as fraldas, isso vai depender da naturalidade de cada criança e até de fatores emocionais, no entanto, podemos atingir com sucesso este controle esfincteriano por volta dos dois anos, quando o sistema neuropsicomotor está mais amadurecido. Iniciar este processo antes é forçar a natureza do seu organismo.

Propomos que a retirada de fraldas se inicie no ingresso da criança ao maternal, fase em que já está com dois anos completos e alguns comportamentos mais autônomos consolidados, entre eles, a linguagem que se constrói. Não é indicado que o processo comece durante o período de adaptação do novo grupo.

Segue abaixo algumas informações adicionais e dicas importantes que poderão contribuir para o sucesso dessa fase:

É preciso que seu filho já saiba pronunciar algumas palavras e entenda o que é xixi e cocô, por exemplo. Só assim ele poderá pedir a um adulto que o leve ao banheiro, assim como compreender emocionalmente este ato de desvincular-se de uma parte de si mesmo. Outras condições paralelas de autonomia, como comer sozinho, subir degraus, precisam ir sendo conquistadas para que a criança vá emocionalmente superando a necessidade de proteção / preservação de si no ambiente que a fralda é representada.

Presenteie a criança com um penico, se esta for a opção, mantenha-o no banheiro. Ou com a tampa redutora de sanitário, mas não esqueça o apoio nos pés para proporcionar segurança. Comece a chamar a atenção para o uso do banheiro, a forma correta do uso. Incentive para que ela se mantenha sentada por alguns momentos. A compra de calcinhas e cuecas também tem a função motivacional.

Controle os horários habituais da evacuação, propicie a oportunidade dela fazer uso do banheiro próximo a estes horários. Mantenha alguns brinquedos ou livrinhos para estes momentos de espera. Não há necessidade de forçar a criança a ficar sentada. Esse é um processo gradativo.

No início mantenha a criança sem fralda em alguns momentos do dia. Se ocorrer dela fazer xixi ou cocô fora do penico / sanitário não repreenda. O contato com o xixi / cocô também faz parte da percepção do processo de controle esfincteriano. Tenha paciência. É só uma fase que logo passará, trazendo grandes avanços.

Festeje com a criança batendo palmas, demonstrando alegria quando ela utilizar o banheiro. Isto trará satisfação à criança, pela conquista alcançada.

Mantenha a paciência e persistência para que os resultados apareçam. A demonstração de tolerância e carinho dará a segurança necessária para a criança passar por este processo de aprendizagem.

Nesta fase, também é recomendável a mudança do berço para a cama, propiciando à criança a liberdade de se dirigir ao banheiro quando sentir vontade.

Nem sempre a fralda da noite será retirada juntamente com a do dia, às vezes isto ocorre espontaneamente, porém é esperado que o controle noturno ocorresse até 5 anos.

No processo de retirada, quando a criança estiver de fralda e pedir para ir ao banheiro, evitar a frase: “pode fazer, você está de fralda”, pois, cria-se um conflito na percepção. Quando não está de fralda não pode fazer?

Quando a criança pedir, mesmo estando com fraldas, devemos levá-la e colocar a fralda novamente.

Com essas dicas o processo da retirada de fraldas será muito mais fácil e tranquilo, tanto para os pais quanto para a criança. Caso surjam dúvidas basta entrar em contato. to útil, nesta fase de aprendizagem, o exemplo, não só dos pais, mas também de um amiguinho ou de um irmão mais velho. Vale incentivar o pequeno a ver como o papai e a mamãe se comportam nesta situação, o que motivará a agir assim também.

Nem sempre a fralda da noite será retirada juntamente com a do dia, às vezes isto ocorre espontaneamente, porem é esperado que o controle noturno ocorresse até 5 anos.

No processo de retirada, quando a criança estiver de fralda e pedir para ir ao banheiro, evitar a frase: “pode fazer, você está de fralda”, pois, cria-se um conflito na percepção. Quando não está de fralda não pode fazer?

Quando a criança pedir, mesmo estando com fraldas, devemos levá-la e colocar a fralda novamente.

Com essas dicas o processo da retirada de fraldas será muito mais fácil e tranquilo, tanto para os pais quanto para a criança. Caso surjam dúvidas basta entrar em contato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima